Como prevenir incêndios em casa e agir em caso de emergência

Comente
Compartilhe
Fonte: http://casa.abril.com.br/materia/como-prevenir-incendios-em-casa-e-agir-em-caso-de-emergencia

Manual contra incêndios: como usar extintores, construir saídas de emergência e ficar atento com o gás de cozinha

O céu de Santa Maria (RS) amanheceu tomado por uma nuvem negra no dia 27 de janeiro. Na noite anterior, em uma de suas boates, a Kiss, um incêndio matara 231 pessoas, em sua maioria jovens universitários. Foi o maior desastre da história do Rio Grande do Sul e o segundo incêndio com mais vítimas do Brasil. “Essa tragédia é indicativa de que ainda não estamos preparados para agir em ocorrências de incêndios. Precisamos desenvolver uma cultura que valorize a prevenção de incidentes como esse”, afirma Luiz Rogério Gomes Guimarães, diretor da empresa WorkFire, que oferece treinamentos de combate a incêndios para condomínios. O Casa.com.br conversou com especialistas na área para descobrir os cuidados que devem ser tomados dentro casa, sobretudo por quem mora em prédios, para evitar incêndios e para proceder corretamente em casos de acidentes. Confira alguns aspectos importantes e descubra se seu condomínio está seguindo as exigências.

Na hora de construir ou reformar

Toda construção ou reforma precisa da supervisão de um arquiteto ou engenheiro. Se for possível contar com o olhar de um engenheiro de segurança, ainda melhor. “Toda planta deve ser submetida à análise de um especialista. Esse profissional irá identificar as áreas de risco da residência ou do prédio e verificar onde devem estar, por exemplo, as portas de emergência e os extintores (com pó-químico, água e CO2)”, informa Luiz Rogério Gomes Guimarães, diretor da WorkFire. Guimarães completa que esse profissional também será responsável pela construção de uma rede de hidrante para ser utilizada em uma emergência e de uma rota de fuga sinalizada, além de garantir uma série de outros equipamentos, como os de sonorização de alarme.

Brigada de Incêndio

Condomínios e até empresas costumam ter uma Brigada de Incêndio, um grupo de habitantes ou profissionais treinados para agir em emergências. “São pessoas capacitadas para usar os recursos prediais em caso de fogo, para salvar vítimas e auxiliar na evacuação do local”, completa Guimarães. Caso tenha interesse em participar de uma Brigada, procure o síndico de onde mora ou os Recursos Humanos de sua empresa para informar-se de como integrar o grupo.

Como usar os extintores

“Os profissionais responsáveis pelo prédio precisam distribuir os extintores adequadamente, de acordo com as áreas de risco de cada ambiente. Alguns condomínios também oferecem aos moradores treinamentos de como usar os equipamentos, além e simularem acidentes”, diz Erasmo Prioste, Diretor Comercial do Grupo Segurança, empresa que faz análise de risco e projeto de segurança para condomínios. Quanto aos extintores, é bom ficar atento, afinal, existem três modelos de equipamento: o de água, o de pó-químico e o de CO2. Cada um deve ser utilizado em uma situação específica, as quais estão descritas no próprio equipamento.

Saídas de emergência

Verifique se as portas de emergência de seu prédio estão instaladas corretamente. “Muitos prédios deixam as portas abrirem para os dois lados para, por exemplo, quando alguém for entregar gás ou pizza. Isso é errado: portas só devem abrir para fora. As pessoas precisam aceitar que, às vezes, é preciso abrir mão do conforto em prol da segurança”, defende Erasmo Prioste, Diretor Comercial do Grupo Segurança. Prioste completa que, em caso de incêndio, os moradores devem usar as escadas apenas para descer e apenas em casos extremos subir ao terraço.

Cuidados com gás de cozinha

“A legislação brasileira exige que botijões estejam localizados em ambientes abertos. Assim, em caso de vazamento, o ar não ficará concentrado”, informa Luiz Rogério Gomes Guimarães, diretor WorkFire. Cuidados como o fechamento periódico dos filtros de gás para ver se há vazamentos também são importantes.

Checklist: 10 dicas para prevenir acidentes

1. Prédios devem deixar sempre à vista o telefone do Corpo de Bombeiros: 193;

2. Cheque periodicamente os extintores de sua residência: além de estarem distribuídos em locais de fácil acesso, devem estar carregados;

3. De tempos em tempos, revise a instalação elétrica do prédio e busque identificar a existência de vazamentos de gases;

4. Mantenha botijões próximos a locais ventilados;

5. Portas, sobretudo as que levam às saídas de emergência, não devem conter trancas;

6. Alerte as pessoas que moram com você sobre os perigos de fumar em locais proibidos, como elevadores, e de jogar fósforos e bitucas de cigarro em qualquer local;

7. Informe-se se seu condomínio possui uma Brigada de Incêndio, ou seja, se há um grupo de pessoas capacitado para agir em caso de acidente;

8. Caso more em um prédio, em caso de incêndio, utilize as escadas de emergência e vá em direção ao térreo. Não utilize os elevadores;

9. Mantenha as áreas próximas aos hidrantes (mangueiras utilizadas para apagar fogos) livres;

10. Ligue para o Corpo de Bombeiros o mais rápido possível.

Fonte: http://casa.abril.com.br/materia/como-prevenir-incendios-em-casa-e-agir-em-caso-de-emergencia

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>